Notícia

Pessoas com mais de 55 anos começam a descobrir a internet

  • 22/08/2007
Aos 60 anos, Diva Legnaioli decidiu navegar pelo mundo. Ingressou em curso para a terceira idade, comprou um notebook há cinco meses e mergulhou de cabeça na internet. Veneza, Buenos Aires e o Museu do Louvre estão entre os destinos visitados recentemente pela funcionária aposentada da Prefeitura de São Paulo.

“Não tenho condições de viajar, mas entrei no site de Veneza e fiquei encantada com a música”, conta a internauta que já chegou a ficar das 13h às 19h conectada. “Mas ainda sou meio medrosa e não sei onde vou chegar”, afirma a internauta.

Assim como Diva, muitos brasileiros com idade acima de 55 anos precisam vencer o medo, a desconfiança ou a aversão ao PC para se incluírem digitalmente. Embora a idéia de exclusão digital seja geralmente aliada às crianças, os idosos possuem uma representatividade muito baixa na internet brasileira.

Somente 4% dos brasileiros com mais de 60 anos de idade acessam a web, revela pesquisa do Datafolha, encomendada pelo OldNet - projeto de inclusão digital de idosos da ONG Cidade Escola Aprendiz – no final de junho.

Na internet residencial, segundo dados do Ibope//NetRatings, do total de 18,5 milhões de brasileiros que se conectaram em casa, no mês de julho, 6,5% tinham mais de 55 anos (1,2 milhão de pessoas), sendo apenas 1,4% com idade superior a 64 anos. Em julho de 2006, a participação dos internautas com mais de 55 anos na internet residencial era de 7,2%, enquanto a faixa etária superior a 64 anos se manteve estável.

Comunicação e informações

Entre a pequena parcela de idosos, que se conectam logo cedo – na média, entre 7 e 10 da manhã -, em suas residências, a internet é mais usada como ferramenta de comunicação e busca de informações. “Os conteúdos que mais têm afinidade com o público de 55 anos ou mais são comunicação por telefonia IP, bancos, sites oficias como o da Receita Federal, comércio eletrônico e notícias”, observa José Calazans, analista de Internet do Ibope.

O uso da voz na internet ainda reflete o hábito de comunicação vindo da telefonia tradicional. “Os jovens preferem escrever na internet, enquanto os mais velhos buscam a comunicação por voz”, compara Calazans.

Salvador Sierra, de 82 anos, usa o e-mail para se comunicar com os netos e fez até um perfil na comunidade Orkut com a ajuda deles. “Mas não é minha praia. Sinto que não é para a minha idade”, confessa.
Fonte: IDGNow
http://www.idgnow.com.br

Sobre a W2 Websites

Somos uma agência web em São Paulo - SP especializada em Criação de Sites e Hospedagem de Sites entre outros serviços.


Conheça nossos serviços

Newsletter

Cadastre seu email e receba sempre informações sobre nossa empresa.



Facebook