Blog

Intranet e rede social corporativa, vantagens e desvantagens

17/02/2015



Intranet e rede social corporativa, vantagens e desvantagens

Muitas empresas enfrentam o dilema de optar por estruturar a intranet ou criar uma rede social corporativa. Ambas as opções apresentam vantagens e desvantagens. Para que o gestor faça a escolha mais adequada é necessário, em primeiro lugar, ter claro o objetivo da companhia. Conhecer o que cada recurso oferece também influencia na decisão.

Intranet e rede social corporativa

Intranet e rede social corporativa apresentam características distintas, porém complementares. Ambas buscam compartilhar algo – informação – dentro da empresa. Não são estratégias antagônicas, porém têm a objetivos distintos. Independentemente da escolha, o fato é que precisam ter a aplicação acompanhada, para que não se transformem em elefantes brancos dentro da companhia.

  •          Intranet – é a rede de computadores que adota uma tecnologia para compartilhar informação dentro da empresa, especificamente para os funcionários. O compartilhamento da informação se dá de forma verticalizada.
  •          Intranet Colaborativa (ou 2.0) – versão ampliada da intranet. Neste caso, permite que o funcionário comente a informação repassada pela empresa.
  •          Rede Social Corporativa – estrutura na qual a informação é compartilhada de forma horizontalizada. Ela envolve não apenas funcionários, podendo englobar parceiros, clientes, fornecedores, assinantes, seguidores e até mesmo a concorrência. Tem um caráter mais amplo e a produção de conteúdo é aberta a todos os integrantes.

O quadro abaixo apresenta de forma geral as diferenças entre cada uma das redes.

 

Intranet

Intranet Colaborativa

Rede Social Corporativa

Emissor

Funciona como “a voz da empresa”. Normalmente é administrada pelo setor de RH, pela Assessoria de Comunicação ou pela área de TI.

O emissor é o mesmo da Intranet. A diferença neste caso é a possibilidade de inserção de comentários e sugestões por parte dos funcionários.

Todos os membros da rede são emissores, tendo permissão para postar e produzir conteúdo. Não há hierarquias.

Receptor

Apenas os funcionários. É baseada na estrutura top-down.

Empregados e ocupantes de altos cargos. O topo da hierarquia da empresa receberá as sugestões e os comentários postados pelos funcionários.

Todos os membros da rede. A ideia é potencializar o conhecimento (bottom-up). Elimina-se qualquer nicho de informação.

Ferramenta

Software, normalmente com custo de implementação e de difícil modificação.

A mesma utilizada na Intranet, mas acrescida de funcionalidades colaborativas. É uma solução híbrida.

Software com perfil SaaS (software as a service), que permite interação horizontal.

Objetivo

Comunicação top-down, armazenamento de documentos e sistemas  corporativos.

Comunicação top-down, armazenamento de documentos e sistemas  corporativos, estímulo à participação dos funcionários.

Gestão coletiva de conhecimento, resolução de problemas, simplificação de processos, comunicação externa, melhoria da produtividade

Empresa

Modelo clássico. Ela ainda não está preparada para trocas de conteúdo em rede.

Modelo clássico, porém já preparada para trocas controladas de conteúdo em rede.

Qualquer empresa que tenha interesse em adotar o compartilhamento de conteúdo em larga escala.

Foco

Informação

Informação

Pessoa

Sem culpa

Muitos detratores da intranet costumam apontar limitações que, em última instância, não são dela – mas relativas a falhas em sua implementação. Há quem diga que usuários e gestores não valorizam o recurso. O problema se resolve com a adoção de práticas que estimulem seu uso e adequem a produção de conteúdo às necessidades do público-alvo.

Outra reclamação diz respeito à dificuldade de atualizar os conteúdos. Neste caso, o erro está na plataforma. E, por fim, se fala da falta de acesso à intranet por dispositivos móveis. Porém tal limitação já foi superada pelas últimas versões os softwares de intranet.

A opção pela rede social corporativa não deve ser vista como a solução mágica para a empresa. Administrar o conteúdo e mantê-lo interessante para o público-alvo é um desafio constante. Só com oferta de informação relevante o usuário se sentirá estimulado a produzir e a compartilhar conteúdo.

Intranet ou rede social corporativa? A escolha depende da necessidade e do perfil da empresa. Há opções para todos os gostos – e demandas. Qual é a sua preferência? Deixe um comentário!

Sobre a W2 Websites

Somos uma agência web em São Paulo - SP especializada em Criação de Sites e Hospedagem de Sites entre outros serviços.


Conheça nossos serviços

Newsletter

Cadastre seu email e receba sempre informações sobre nossa empresa.



Facebook